quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Internautas recompensam palestino que revelou falha do Facebook

Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema. (Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)
Palestino Khalil Shreateh diz ter hackeado conta de Mark Zuckerberg para mostrar uma falha no sistema.
(Foto: Reprodução/Khalil Shreateh/Facebook)

Os internautas já arrecadaram mais de US$ 11 mil para recompensar um especialista em segurança palestino que invadiu o perfil do idealizador do Facebook, Mark Zuckerberg, com o objetivo de expor uma falha de segurança na rede social.
A campanha de arrecadação de fundos no site GoFundMe reuniu, em apenas um dia, US$ 11.035 para Khalil Shreateh, a partir da doação de 178 pessoas. A página continua recebendo doações, depois de o Facebook ter negado uma recompensa ao palestino, alegando que ele teria violado os termos de serviço.
"Espero que isto tenha despertado a consciência das pessoas sobre a importância dos pesquisadores independentes", disse Marc Maiffret, especialista em segurança da empresa Beyond Trust, que liderou a arrecadação.
Embora o Facebook ofereça recompensas para quem detecta falhas de segurança, a administração da rede social alegou que Shreateh foi longe demais ao postar as informações na página do próprio Zuckerberg sem o seu consentimento."Também espero que isto tenha lembrado os outros pesquisadores de que, apesar de trabalhar com empresas de tecnologia ser frustrante às vezes, não podemos esquecer do grande objetivo: ajudar a comunidade da internet em geral".
Shreateh disse em seu blog que encontrou uma maneira de contornar a segurança e modificar a linha do tempo de outros usuários, mesmo que eles não sejam seus amigos na rede social.
O investigador disse que tomou a decisão de invadir o perfil de Zuckerberg após ser ignorado pela equipe de segurança do Facebook.
G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário